SECRETÁRIA MUNICIPAL DE SAÚDE REALIZA AGOSTO DOURADO

09.08.2017 13:22 Por Prefeitura Rodrigues Alves

amamentar

A prefeitura de Rodrigues Alves em conjunto com a secretária de saúde realizará nesta quinta – feira no casarão das irmãs uma atividade em comemoração ao mês dourado com todas as gestantes e mães que amamentam bebês de até 6 meses.

Esta comemoração faz parte de uma história mundial voltada para sobrevivência, proteção e desenvolvimento da criança, devido a grande preocupação com a mortalidade infantil.

No Brasil, desde 1999, o Ministério da Saúde coordena a Semana Mundial de Aleitamento Materno. A cada ano esta comemoração tem um tema definido que pode ser adaptado a cada país a fim de que sejam obtidos mais e melhores resultados.  Materiais são preparados e distribuídos para que o tema seja divulgado.

Este ano o tema aqui no Brasil é: Trabalhando juntos pela amamentação, sem conflitos de interesse.

Benefícios do Aleitamento Materno

O aleitamento materno exclusivo, ou seja, sem outras fontes de líquidos ou sólidos, contém todos os nutrientes essenciais para o crescimento e o desenvolvimento da criança até os seis meses de vida.  E como complemento, ele continua sendo uma importante fonte de nutrientes até o segundo ano de vida ou mais.

Iniciar alimentos complementares antes de seis meses de idade não é recomendado, pois pode causar prejuízos à saúde da criança e da mãe.

O leite materno pode melhorar a resistência da criança e evitar infecções respiratórias, reduzir riscos de alergias e doenças crônicas não transmissíveis como hipertensão, obesidade e dislipidemia. Além disso, há evidencias científicas que comprovam a contribuição no melhor desenvolvimento cognitivo e emocional da criança.

É preciso unir forças

Em todo o mundo, apenas 38% das crianças são amamentadas exclusivamente conforme as recomendações de entidades como a Organização Mundial da Saúde, Ministério da Saúde e outras, que é o aleitamento materno exclusivo e em livre demanda até o sexto mês de vida. Há uma meta global a ser atingida até 2025, que é de pelo menos 50% dos lactentes receberem o aleitamento materno. Porém, para que isso aconteça são necessários esforços de mulheres, homens, sociedade e todos que possam contribuir.

Garantir o direito à amamentação é responsabilidade de todos!